11 novembro 2011

Ao contrário de que é tantas vezes dito por autoridades eclesiásticas, constata-se que na Europa, como no resto do Mundo, a religião, a espiritualidade, a transcendência estão muito presentes na vida das pessoas, sendo o cerne dos seus valores e das suas vivências. O Atlas das Religiões e muitas outras investigações assim o comprovam. Em Portugal, uma larga maioria da população revê-se no catolicismo. Ou seja, a secularização não está a alastrar. O que se alterou nos países onde se atingiram maiores índices culturais e sociais, como na Europa e na América do Norte, foi a relação das pessoas com as autoridades que falam em nome do sagrado, que não mais são ouvidas acriticamente, passivamente, obedientemente.
Tal se deve ao aumento dos níveis educativos, à democratização da sociedade, ao empoderamento das mulheres e dos homens, à aspiração a uma justiça terrena. Ao sonho proposto por Jesus de que 'outro mundo é possível.'

Sem comentários:

Publicar um comentário