24 abril 2015

Texto de Leonor Xavier para o Jornal de Letras


Ana Vicente

Admiro a integridade do seu trabalho, o seu cuidado pelos outros, o seu envolvimento em causas de cidadania, a sua palavra sobre a condição das mulheres, o seu testemunho no entendimento cristão do mundo. Viveu o amor, a alegria, a beleza, a ternura, a fidelidade. Viveu a doença sem revolta. Ausência sentida, silenciosa presença da sua voz, agora.

Leonor Xavier
22 abril 2015

Sem comentários:

Publicar um comentário