26 junho 2015

Comunicado à imprensa

O Movimento Internacional Nós Somos Igreja – Portugal enviou para a imprensa o seguinte

Comunicado à Imprensa


O Movimento Nós Somos Igreja-Portugal congratula-se com

a universalidade da Encíclica Laudate Si, em que a palavra, o pensamento e o texto do Papa Francisco se pronunciam sobre o Meio Ambiente, um dos cinco pontos evocados na Petição que é sua Carta de Princípios,

— a criação pelo Papa Francisco do Tribunal Eclesiastico para os crimes de Pedofilia, coordenado pela Congregação para a Doutrina da Fé,

— o gesto do Papa Francisco, em reconhecimento do martírio e beatificação de D. Óscar Romero, arcebispo de São Salvador, assassinado em 1980,

— a posição do Papa Francisco, por admitir que algumas separações de casais são inevitáveis, por condenar a violência doméstica, por defender especialmente as crianças e todas as vítimas desta violência. O NSI lamenta que a Conferência Episcopal Portuguesa nunca se tenha manifestado sobre estes temas.  

O Movimento Nós Somos Igreja- Portugal aguarda ainda com esperança as conclusões do Sínodo sobre a Família, no próximo outubro, não esquecendo de que há temas da nossa Petição, como o celibato obrigatório, a ordenação das mulheres, a situação dos divorciados e recasados e a diversidade sexual que não estão resolvidos, e pelos quais continuaremos a lutar.      

Pel’O Movimento Internacional Nós Somos Igreja – Portugal
Margarida Pereira-Muller
Leonor Xavier

Lisboa, 25 de junho de 2015

Sem comentários:

Publicar um comentário